As Mulheres-Fadas

As mulheres-fadas

As mulheres-fadas 850 480 V.M. Samael Aun Weor

Existem também lamas nos Himalais que tomam por esposa-sacerdotisa alguma Dakini ─ senhoras que andam pelas nuvens, diz a sabedoria antiga.
E há Damas-Adeptos que tomam por esposo um Deva para trabalhar na Forja dos Ciclopes

Os elementais superiores são muito interessantes. Há elementais superiores, por exemplo, no reino animal superior: elefantes, camelos, águias, cães, gatos, serpentes, etc., que cedo ou tarde precisam ingressar pela primeira vez em um organismo humano. Quando um desses elementais ingressa pela primeira vez em um organismo humano, o faz tomando um corpo feminino, pois esse elemental é algo interessante. Recebe aquela dama o nome de “Fada”, “Mulher Fada”.

Uma Mulher Fada é reconhecida pelos sinais em seu corpo, por certas marcas no corpo. É muito cobiçada uma Mulher Fada pelos monges, pelos lamas tibetanos; a tomam como sacerdotisa para o trabalho da Autorrealização íntima do Ser. É completamente inocente e dispõe de maravilhosos poderes; por isso é muito cobiçada pelos lamas dos monastérios. Uma Mulher Fada ainda não tem Ego, é, aliás, bastante pura, e claro, normalmente, algum abade a toma por esposa, ou algum monge muito avançado ou algum adepto tibetano. Esta ciência, infelizmente, no mundo ocidental, é pouco conhecida. E é bastante interessante.

O Quinto Evangelho, conferência “Iluminação total e Iluminação parcial”
Samael Aun Weor 

*

code