V.M. Samael Aun Weor – Pai da Antropologia Gnóstica

V.M. Samael Aun Weor – Pai da Antropologia Gnóstica 850 480 VOPUS Editorial

O V.M. Samael Aun Weor, antropólogo e sociólogo contemporâneo, foi um investigador nato. Dedicou sua vida inteira a aprofundar-se sobre as grandes verdades que as diversas civilizações legaram à humanidade em diversas formas de manifestação: filosofia, religião, arte e ciência.

Nasceu fisicamente em 6 de março de 1917 na cidade de Bogotá, Colômbia.

AsSuas enormes inquietudes espirituais foram características desde seus primeiros meses de existência. Educado na religião oficial do povoado, sentia veneração e respeito por tudo que fosse místico.

Aos 9 anos de idade, pertencia a certa religião ondeem que se viu obrigado a estudar as sagradas escrituras e o latim. Ainda muito pequeno, abandonou o lar para entrar no caminho da vida e aí começou a indagar sobre acerca do Ccaminho Ssecreto.

Aos 12 anos de idade, investiga e indaga sobre o terreno do espiritismo, estuda inumeráveis obras de metafísica nas quais, apaixonado, consegue magníficos resultados. Viajou, muito jovem, por diversos lugares do mundo sem perder seu interesse por suas múltiplas inquietudes de tipo filosóficaso, metafísicaso, psicológicaso e científicaso.

Aos 16 anos de idade, com ânsias infinitas, analisava os problemas do espírito à luz da ciência moderna.

Educado em bons modos e sem ensaiar na oratória para recitar em público, aos 17 anos de idade, ditava conferências na Sociedade Teosófica. Posteriormente dedicou-se de cheioplenamente à prática doa rahaRaja-yoga, baktyBhakti-yoga, karmaKarma-yoga, jJnana-yoga, etc.

Aos 18 anos, ingressou na escola Rosacruz antiga, instituição venerável fundada pelo Dr. Krumm Heller (V. M. Huiracocha).

Saturado de tantas teorias, só anelava com ânsias encontrar seu antigo caminho, “Aa senda do fio da navalha”. Aos 19 anos, decidiu mudarpassar da teoria à prática, vivenciando assim, por três vezes, o que no Oriente se denomina “Vazio Iluminador”, o que deixou em sua psique e em sua alma uma experiência inesquecível.

Tinha 28 anos de idade quando contraiu matrimônio com sua esposa, a quem Samael chamarva carinhosamente de “negrita”.

No ano de 1958 conseguiu a união de três importantes movimentos espirituais no que ficou conhecidos como o AGLA (Ação Gnóstica Libertadora da Ameríndia).

Aos 33 anos lhe encomendaram o a gigantescoa empresaprojeto de divulgar massivamente a Gnose. Depois o destino leva seus passos para o Norte, atravessando países como Panamá, Costa Rica, El Salvador, etc., estabelecendo-se finalmente no México, D.F., onde revolucionaria completamente seus métodos de ensino, estabelecendo ali a Sede mMundial do grande Movimento Gnóstico Internacional.

Em 24 de dezembro de 1977, com a idade de 60 anos, o V.M. Samael Aun Weor desencarnou.

Visite Samael.org para encontrar uma biografia mais extensa, escrita por seu fiel discípulo, o V. M. Kwen Khan Khu.